Postagens

Mostrando postagens de 2014

Filhinhus dimamaes, uma espécie que precisa de extinção

Existe uma espécie de ser humano que é especialista em camuflagem e em ideias retrógradas quanto à tarefas domésticas, valores morais e papeis dos gêneros na sociedade. Os exemplares dessa espécie não são tão fáceis de serem encontrados por causa de sua inacreditável habilidade de fingirem ser o que não são, mas basta algum tempo de convivência para que a gente consiga fazer o diagnóstico certo. Não é extremo dizer que os Filhinhus Dimamaes são uma espécie parasita e uma praga da sociedade, pois, apesar do poder de camuflagem, eles são responsáveis por uma influência muito negativa no meio em que vivem. Para os Filhinhus Dimamaes, todo o ecossistema em que estão inseridos gira em torno deles e tudo o que está fora do tal ecossistema, ou funciona de maneira diferente, não presta, então eles acreditam que têm o dever de mostrar ao mundo como tudo é lindo no seu ecossistema, impondo a realidade que conhece a outras espécies.
Filhinhus Dimamaes não são raros, apesar da complexidade de suas…

Como "Bitten" é uma série sobre os opressores

Faz algumas semanas que eu venho acompanhando uma série chamada “Bitten” que estreou na televisão canadense no ano passado. A série fala sobre o universo dos lobisomens e, principalmente, sobre Elena, uma mulher que foi a única a sobreviver à mordida de um lobo e se tornou uma loba. Elena não gosta muito da nova condição dela e faz de tudo para levar uma vida normal, mas precisa se reencontrar com a personalidade lupina quando a segurança dela e da matilha dela entra em jogo. No universo de Bitten, uma única matilha representa as leis e a ordem da sociedade lupina, então são eles quem ditam as regras e são eles que aplicam o castigo em quem transgride essas regras.
Os lobos que não fazem parte dessa matilha, dessa família, são chamados de Mutts e vivem à parte na sociedade, sem conseguir manter residência fixa e sem poder construir famílias (no caso, matilhas), porque isso é contra as leis criadas pela matilha alfa. Jeremy Danver é o lobo alfa de toda a sociedade lupina e funciona como…

Ditadura da Depilação X Eu

- Quando eu tinha sete anos, meu apelido na creche era "Lobisomem Dentuço", uma alusão nada gentil a quantidade excessiva de pelos que eu tinha nos braços e aos meus dentes da frente levemente avantajados.
O que eu fazia depois disso? Eu chorava, porque um lobisomem dentuço não é uma coisa que se pode chamar de bonita.
- Quando eu tinha onze anos, no primeiro dia de aula da quinta série, uma colega que eu ainda não conhecia me perguntou porque as minhas canelas eram peludas. Segundo ela, eu já estava na quinta série, então eu já deveria depilar as pernas porque meninas não tinham pelos nas pernas.
O que eu fiz depois disso? Enchi o saco da minha mãe para ela me deixar depilar as pernas, porque eu queria ficar bonita.
- Quando eu tinha treze anos, passando uma semana na casa de uma tia minha, ela ficou olhando as minhas costas (mais para baixo, no cóccix [?]), durante um bom tempo e depois me disse que eu tinha muito pelo nas costas e, dando aquele sorriso de quem falava sério, m…

O brilho da escuridão

Era uma noite sem lua
As luzes da cidade serviam para iluminar meu quarto
Essas luzes brilhavam como estrelas
Estrelas em terra
Estrelas no chão
Pontos amarelos e brancos que se multiplicavam
Mas estrelas não se dividiam
Estrelas apenas nasciam
Eram como pessoas aquelas luzes, então
Pessoas se multiplicavam
Pessoas povoavam lugares vazios
Aquela era uma noite sem lua
As luzes da cidade cobriam a visão da minha janela
Pontos amarelos e brancos que conquistavam a escuridão